domingo, junho 12, 2011

Partirei, de sorriso nos lábios… Por ti.

Olá!
Recebi este belo poema por comentário:

"Deixo aqui um poema sobre a Kelda e o Ly. Espero que gostem...:



Tentei virar-te a cara,
Dizer-te que não, 
Sem olhar para trás.
Abandonar-te e não sentir.
Mas a tua vida era mais importante.
As tuas plavras sempre me traçaram o mapa da mente.
Mesmo que não te importes, 
Mesmo que não o sintas…
Não podia deixar-te ir, 
Não podia deixar-te morrer.
Mesmo que não o penses.
Poderia matar, magoar e morrer
Desde que me amasses e ficasses comigo.
Como posso saber se é verdade?
Se é a realidade?
Se realmente me queres?
Não podia mais ficar,
Ver-te sofrer,
Fazer-te sofrer.
Não podia mostrar o que sentia.
Não podia, não queria.
Eu tinha razão.
Eu sabia o que fazia!
E por todas as palavras,
Não posso pedir perdão.
Eu tenho razão.
Não o podes negar.
A vitória pertence-me.
Mesmo que seja um abraço da morte…
Mesmo que não torne a ver o teu sorriso…
Ouvir as tuas palavras…
Sentir o teu toque…
Cumprirei a minha promessa,
E ninguém,
Nem o teu amor,
Me vão impedir.
A vitória pertence-me.
E eu partirei.
De sorriso nos lábios…
Por ti. E só por ti.


P.S. Escrevi-o ao som da música "Hurricane" dos 30 Seconds to Mars que me lembra os momentos da Kelda e do Ly. ;)
Beijinhos* "
SIMPLESMENTE PERFEITO PARA A KELDA* e para o ly


Quem é o autor deste Poema?? 
AHH É a Margarida!!! =D


Obrigado* 

6 comentários:

Anónimo disse...

Oi!
Deixo aqui o meu segundo poema que escrevi, mais uma vez, ao som da música "Hurricane" dos 30 Seconds to Mars, que me lembra a Kelda, a pensar no Ly. Espero que gostem...:


Não me importa o teu olhar,
Mais negro que a noite.
Não me importa a tua voz dura,
Que me mata dia-a-dia.
Preferia enfrentar tudo e todos,
Desde que não fosses tu.
Desde que não te sacrifiques.
Não me importa quem é morto,
Quem nos deixa,
Desde que não sejas tu.
Mas sabias que te odiaria.
E eu não o queria.
E não podia deixar.
Não quando estavas com ele.
O outro homem da minha vida,
O meu irmão.
Quando um de vocês morreria.
E eu não te perdoaria.
Não, se o matasses.
Mas morreria antes de tu morreres,
Antes de tu sofreres.
Não podia errar,
Deixar-te partir.
A decisão era minha,
Pois a culpa era só minha.
E eu morreria.
De sorriso nos lábios…
Sabendo que me amavas,
E que não te tinha morto.
E eu morrerei,
A sorrir.
À espera que me procures.
Para juntos ficarmos,
Atravessarmos a eternidade,
A voar, livres.
Por ti, eu partirei.
A sorrir, morrerei.
E te esperarei,
Sempre.

Obrigada. ;)
Beijinhos.

P.S. Obrigada por terem publicado o meu primeiro poema. :)

Su' » do: mundo sandra c. disse...

então rapariga?? nao puseste o nome outravez :P

Su' » do: mundo sandra c. disse...

queremos saber quem és xD

Margarida disse...

Desculpa...
Esqueço-me sempre... :P
Eu sou a Margarida.
Obrigada...

Su' » do: mundo sandra c. disse...

eu amo este poema!!!

Entao esta parte:

Cumprirei a minha promessa,
E ninguém,
Nem o teu amor,
Me vão impedir.
A vitória pertence-me.
E eu partirei.
De sorriso nos lábios…
Por ti. E só por ti.

ESTÁ PERFEITAAAA!!!

È exactamente a KELDA!!!

TAL E QUAL!!

simplesmente belo!!

:D

por favor comenta mais poemas teus!
e continua a maravilhar-nos :D

Su' » do: mundo sandra c. disse...

o titulo que "lhe dei" está tão lindo...

Partirei, de sorriso nos lábios… Por ti.


:D

Tu tens mesmo jeito margarida!! :D

eu mal leio e relei-o lembro-me logo da kelda!!! logo!!

consigo imaginar e tudo :D