segunda-feira, março 12, 2012

Os Guardiães

Bem o que dizer do Edwin e da Edwina...hmm...
Pessoalmente este "casalinho" desiludiu-me muito de há 2 livros para cá, se calhar devido às circunstâncias menos boas com que se viram deparados com o nascimento dos filhos Halvard e Kelda, a Porfecia consomou-se e o Filho do Dragão nasceu. É motivo suficiente para os pôr com os cabelos em pé!
Porém, achei que com todo estes receios o Edwin tornou-se "piegas" demais e a Edwina também perdeu um pouco o encanto, mas enquanto o seu futuro ainda era dado como incerto no decorrer das "Lágrimas do Sol e da Lua" e no "Círculo do Medo" e eles se enamoravam na penumbra da noite, o mistério que os envolvia dava comigo em doida! Adorava todo aquele clima...

E é por isso que quero recordar esses "velhos tempos" com esta música da Adele que a meu ver define por completo toda a envolvência deles e as batalhas emocionais que tiveram de travar ao longo do seu romance:


Aliás o próprio nome da música diz tudo: "Set Fire To The Rain", é uma metáfora, que eu interpretei da seguinte maneira: contra tudo e todos o Fogo iluminou a noite e acalmou a Chuva, a luz iluminou a escuridão do coração de Edwin e o impossível aconteceu! A Edwina nunca desistiu de lutar por ele, mesmo sabendo que o seu coração e alma deturpada pudessem ser impossíveis de enxergar.

" I let it fall, my heart

And as it fell, you rose to claim it

It was dark and I was over

Until you kissed my lips and you saved me

My hands they were strong

But my knees were far too weak

To stand in your arms

Without falling to your feet

But there's a side, to you, that I never knew, never knew

All the things you'd say, they were never true, never true

And the games you'd play, you would always win, always win..."

O início faz-me lembrar do quão infeliz Edwina era por estar casada com o Ivarr, enquanto o seu coração clamava por Edwin e no enleio da noite, ele aparecia como que por mistério e salvava-a desse tormento, dando razão à sua paixão.

A outra parte lembra-me quando a Edwina descobre que este lhe mentiu para roubar a pedra mágica vermelha que pertencera ao seu pai Edwin e que estava à guarda da Guardiã do Sol na altura.

A parte final da música: "Let it burn…", faz-me lembrar o fim do "Círculo do Medo" e a incerteza que se debatia no momento em que Edwin proferiu: "Voltaremos a encontrar-nos Rainha do Sol..."

E é tudo, espero que gostem do desenho e da sugestão, COMENTEM  ;-)

12 comentários:

Anónimo disse...

Música perfeita**

E mais um belo desenho,
Obrigada Sara ;-)

Adriana

Anónimo disse...

Júlia

Bonito desenho e uma das minhas músicas preferidas da Adele óptimo!

De facto tenho de concordar contigo quando dizes que este "casalinho" desiludiu nos últimos livros... perderam um pouco a sua graça, mas não deixam de ser lindos na mesma =)

Jëë Reis disse...

Maravilhoso desenho como sempre.
Devo concordar de o adorável casal também me desiludiu mas acredito que em breve ele voltará a maravilhar-nos e a desilusão não passará de uma mera memória.

Anónimo disse...

Nádia

Fogo desiludida é pouco!! Detestei a Edwina! Foi a pior protagonista de todas!

Tive quase a deixar de ler a Saga quando me apercebi que a Edwina ia narrar não 2 mas 3 livros!!
Houve alturas que só me apetecia pregar um bom par de estalos naquela carinha de anjo... achei-a muito arrogante, nariz empinado e frustrante...mas graças a ODIN que a a filha KELDA não saiu à mãe mas a querida avó CATELYN ^_^ e tbm com uma pitada da avó Gwendalin, a minha vilã preferida da história apesar de todas as atrocidades que cometeu, o que faz da Kelda a minha predilecta e TOU SUPER FELIZ POR ELA IR NARRA OS PRÓXIMOS 2 LIVROS! THANK GOD

Sara Costa disse...

Pois de facto a Edwina revelou-se muitas vezes frustrante!!! GRRR
Chateou-me principalmente aquela mania dela de pensar que só ela é que era dona da razão e que sabia o que era melhor para os outros, enquanto que ela estava na M**** por estar casada com um homem que não amava! E ainda teve a lata de ficar chateada com a irmã Thora, sem motivo algum, mas enfim! Foram muitas as vezes que tbm desejei dar-lhes umas boas chapadas, mas pronto...até a Velha do Tronco Oco desdenhou dela...e continua a irritar-me ainda agora neste 6º livro, tão condescendente e conformada com um futuro pessimista, enfim... Desiludiu-me bastante mas não o suficiente para me fazer desistir da Saga! ISSO NUNCA!

Anónimo disse...

Nádia

Concordo contigo Sara =)
Isso não foi o bastante para me fazer desistir desta bonita história, o mágico enredo e personagens maravilhosas aliadas a uma escrita eloquente que só a nossa Sandra nos sabe proporcionar!

Jëë Reis disse...

Mas acho que é normal. Não nós podemos deparar sempre com o mesmo tipo de personagens, tal como na vida real não somos todos iguais.
Sim, ela é a personagem que me deixa mas frustada visto que a sua parvoice muitas vezes não tem desculpa. É verdade que ela errou muitas vezes mas ela é diferente de todas as outras e é totalmente diferente a sua narrativa dos acontecimentos. O que me deixa, apesar de todos os aspetos negativos, fascinada.
É obvio que adoro muito mais a nossa querida Cat ou a doce e forte Kelda mas a Edwina é mais fragil, mas melodramatica e às vezes faz-me lembrar um outro livro que li (não me recordo agora do nome, infelizmente).

Anónimo disse...

Filipa

Bem comentários à parte do que está aqui em debate, eu queria agradecer a sugestão da música, pois de facto tem tudo a ver com este casalinho, espelha bem todas as emoções vividas por eles!
"But I set fire to the rain
Watched it pour as I touched your face
Well, it burned while I cried
'Cause I heard it screaming out your name, your name!

When I lay, with you
I could stay there, close my eyes
Feel you here forever"

AWESOME! ;)

Anónimo disse...

João

Oh por amor à santa! Não discutam o facto de uma ser mais isto do que a outra, todas elas são diferentes e todas nos encantaram à sua maneira!

Eu pessoalmente acho que a Kelda é a melhor das três protagonistas, acho que é a mais original e uma melhoria da Catelyn sem dúvida, pois achei a nossa Cat uma fotocópia da Sorcha, a primeira protagonista da Saga SevenWaters da Juliet Marillier, até a sua história é idêntica, desculpem mas é a pura das verdades... e quem já leu SevenWaters pode confirmar que é verdade! No entanto, a Catelyn não deixa de ter a minha adoração*

Sara Costa disse...

Obrigada pessoal por terem gostado da música e do desenho =D É sempre a subir na consideração looool

Bem quanto ao teu comentário João, tenho que concordar em tudo! Eu já li a Saga Seven Waters e devo dizer que em muita coisa a Saga das Pedras Mágicas se assemelha, mas tbm a Sandra Carvalho já nos tinha alertado para isso, uma vez que é a sua autora preferida. Mas penso que a partir do 2º livro pra cá a história tomou um rumo diferente e destacou-se da história de Juliet Marillier...eu achei...

Mas sinceramente nada me privou de saborear cada momento deste enredo de Sandra Carvalho! Eu encantei-me com a pequena e doce e obstinada Catelyn *.* Sinceramente já nem me lembrava da Sorcha! ahahahah

Encantei-me e irritei-me profundamente com a Edwina....ainda estou chateada com ela, acho estranho o facto da Thora se parecer mais mãe da Kelda do que a sua própria mãe! Aff -.-" muito irritante!

E claro a Kelda é para mim sem dúvida a minha personagem preferida, a mais complexa. Sei que ela me vai fazer rogar pragas e mais pragas, de ter vontade de a esganar, vou odiá-la tanto como a adoro! Mas vai-me dar pica ler essa faceta má dela XD

Ela ao início, quando li pela primeira vez A Sacerdotisa dos Penhascos, até antes... embirrei com o nome dela! "Kelda" - fazia-me lembrar calda, então quando ela bebia as malgas da avó Cat, eu pensava OH GOD É A KELDA DAS CALDINHAS! AHAHAHA, detestei o nome, mas depois de reler o livro vezes e vezes sem conta passei a adorá-lo, agora soa-me muito melhor ao ouvido e para dizer a verdade acho-o tão bonito quanto o nome Catelyn loool

E muito mais bonito se for conjugado com Lysander +.+ PERFECT! ;D

Patrícia disse...

A música ajusta-se bastante bem a eles, e o desenho está espectacular!
Eu lembro-me de ser completamente louca por este casal quando li os livros em que eles eram os personagens principais, adorava-os!

Suh =D disse...

Obrigado pelo teu comentário Patrícia :D
Eu tbm os adorava